O Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área Mineira da Sudene – CIMAMS avança para implantação do INSS Digital. Na manhã desta sexta-feira, em sua sede, o Consórcio realizou reunião que contou com as presenças de prefeitos, secretários municipais, o deputado estadual Arlen Santiago e representantes do INSS de Montes Claros, o gerente executivo substituto, Luciano Moreira; e o chefe de serviços e Benefícios, Cirus Ribeiro Rodrigues.

Na oportunidade, os representantes do INSS, cuja área de abrangência é de mais de 80 municípios, apresentaram este novo modelo de atendimento aos municípios, que vai provocar uma grande economia aos cofres públicos, encurtando distâncias, modernizando os serviços e agilizando o atendimento aos cidadãos.

O departamento jurídico do CIMAMS já entregou toda documentação necessária para ser a instituição responsável no cadastramento dos municípios interessados em participar do INSS.

O secretário executivo Luiz Lôbo informou que o Consórcio vai dar todo suporte jurídico aos municípios que firmarem este acordo, além de treinamento aos funcionários responsáveis que atuarão em cada posto de atendimento.

O chefe de serviços e Benefícios do INSS, Cirus Ribeiro Rodrigues, informou aos prefeitos e secretários presentes que é necessário que a prefeitura disponibilize uma sala, dotada de internet, computador, máquina para digitalização de documentos, e funcionário para atuar no setor, e que seja efetivo.

O gerente executivo substituto do INSS, Luciano Moreira, considera importante a parceria com o CIMAMS, pois ajudará na aproximação com os municípios e na ampliação do atendimento ao público em geral.

Entusiasta deste novo modelo de atendimento, o deputado Arlen Santiago, disse que, tão logo ficou sabendo da sua existência, indicou o CIMAMS, por ser, segundo ele, uma instituição que tem credibilidade e competência para atuar junto aos municípios da sua área de abrangência.

Membro da diretoria do CIMAMS, o prefeito de Patis, Valmir Morais, comemorou esta iniciativa, pois, segundo ele, vai provocar uma economia aos cofres públicos, já que as pessoas não precisarão se deslocar até Montes Claros para dar entrada em seus documentos da previdência, pois poderão fazer tudo digitalmente, na própria prefeitura.

Arthur Júnior
ASCOM/CIMAMS

Norte de Minas, 7 de junho de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *