Debater e prestar esclarecimentos sobre os procedimentos e requisitos para a obtenção de registro e chancela de produtos junto ao recém-implantado Serviço de Inspeção Municipal Regional Consorciado (SIMC). Este é o objetivo da videoconferência que o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área Mineira da Sudene – CIMAMS realizará no próximo dia 20/12, às 10 horas, com os municípios do Vale do Jequitinhonha que já implantaram este serviço.

A iniciativa visa promover um diálogo direto entre as autoridades responsáveis pela agricultura dos municípios envolvidos e o CIMAMS, fornecendo informações detalhadas sobre os passos necessários para garantir o registro e a chancela de produtos junto ao SIMC. Essa ação é fundamental para fortalecer a produção local, assegurar a qualidade dos produtos e facilitar o acesso a certificações que valorizem os produtos artesanais da região.

Segundo o médico veterinário Jucélio Cardoso, responsável pela implementação do SIM Regional do CIMAMS, o encontro será um espaço de troca de experiências e esclarecimento de dúvidas, permitindo que os secretários de Agricultura compreendam integralmente os processos e requisitos envolvidos no registro junto ao SIMC. “Essa interação direta contribuirá para o alinhamento de estratégias entre os municípios, impulsionando a produção sustentável e o desenvolvimento econômico das microrregiões do Serro e de Diamantina. O CIMAMS reitera seu compromisso em continuar apoiando iniciativas que promovam o desenvolvimento rural, a preservação das práticas artesanais e a valorização dos produtos locais.”

CIRCUITO DO QUEIJO

O CIMAMS marcou presença no 1º Circuito do Queijo Minas Artesanal das Microrregiões do Serro e de Diamantina, realizado no dia 29/11, na cidade de Serro – MG. Este evento se revelou fundamental para a região, que busca promover a troca de conhecimentos, adoção de tecnologias e inovações, além de fortalecer a produção de queijos artesanais.

Nos meses de outubro e novembro deste ano, os municípios de Serro e Diamantina implantaram o Serviço de Inspeção Municipal Regional Consorciado – SIMC Regional, acolhendo os municípios situados no Vale do Jequitinhonha: Alvorada de Minas, Couto de Magalhães de Minas, Diamantina, Felício dos Santos, Monjolos, São Gonçalo do Rio Preto e Senador Modestino Gonçalves, além de Serro. Esse passo fundamental permitiu a participação conjunta dessas localidades no circuito.

Durante o evento, o médico veterinário Jucélio Cardoso, responsável pela implementação do SIM Regional do CIMAMS, ministrou uma palestra essencial sobre a interface entre o Sistema de Inspeção Municipal (SIM/MAPA) na concessão do selo artesanal para queijarias. A certificação, de acordo com Cardoso, assegura que o queijo foi produzido adotando boas práticas em todas as etapas da produção e fabricação, respeitando o bem-estar animal, com sustentabilidade e responsabilidade socioambiental.

Além da palestra instrutiva, o CIMAMS teve a oportunidade de compartilhar experiências e iniciativas bem-sucedidas no âmbito da inspeção municipal. A presença do consórcio reforçou a importância da integração entre os municípios para o fortalecimento da cadeia produtiva do Queijo Minas Artesanal.

SOBRE O CIRCUITO
O circuito Regional de Queijo Minas Artesanal se destaca como uma iniciativa significativa para a região, proporcionando um espaço de diálogo e aprendizado entre produtores rurais, professores universitários e diversas instituições públicas e privadas envolvidas com a produção de queijos artesanais. Esse intercâmbio de conhecimentos contribui para o aprimoramento das práticas locais, fomentando a qualidade dos produtos e impulsionando a economia regional.

O evento contou com a participação ativa de produtores locais, que puderam expor seus queijos e compartilhar suas vivências. Essa interação direta entre os produtores e os demais agentes envolvidos na cadeia produtiva cria uma rede de colaboração que potencializa o desenvolvimento sustentável da região.

Neste contexto, o 1º Circuito do Queijo Minas Artesanal das Microrregiões do Serro e Diamantina representou um marco para a região, evidenciando o comprometimento dos envolvidos com a preservação das tradições locais, a qualidade dos produtos e o impulso ao desenvolvimento econômico sustentável.

Arthur Amorim Júnior
Ascom/CIMAMS

 

Comentar esta publicação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *