Sempre buscando alternativas de ajudar os municípios da sua área de atuação, o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área Mineira da Sudene – CIMAMS, está em fase final de Celebração do Acordo de Cooperação Técnica, com o Instituto Nacional de Seguros Sociais – INSS, para implementação do INSS Digital.

O deputado estadual Arlen Santiago, por meio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, se reuniu com a chefe da Divisão de Gestão de Benefícios, Adriana de Souza Carmo, da Superintendência Regional do INSS – Sudeste II, que responde pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e do Espírito Santo. O parlamentar apresentará a proposta ao CIMAMS, que será, a princípio, o responsável por credenciar os municípios que irão participar do Programa, em um grande evento que reunirá os deputados da bancada do Norte e técnicos do INSS.

No último dia 15/05, deste ano, o secretário executivo do CIMAMS, professor Luiz Lôbo, esteve em Belo Horizonte, reunido com a chefe da Divisão de Gestão de Benefícios, Adriana de Souza Carmo, conhecendo o programa e acertado alguns detalhes desta parceria.

Em contato com o superintendente do INSS – Regional Sudeste, Paulo Eduardo Cirino, o CIMAMS fez uma apresentação das atividades que realiza junto aos municípios consorciados, manifestando o interesse em participar do projeto “INSS DIGITAL”, através da Celebração de Acordo de Cooperação Técnica.

Através deste novo modelo, os procedimentos se tornam eletrônicos, acabando com os processos físicos em papel. No momento do atendimento, o segurado tem a sua documentação digitalizada, não havendo necessidade de se deixar cópia dos documentos, seja no INSS ou na instituição parceira. Outra vantagem é a tramitação eletrônica do processo, que pode ser acompanhada pelo segurado no endereço www.inss.gov.br (na opção Consulta de situação de benefício). Os segurados podem utilizar ainda o Meu INSS (meu.inss.gov.br), que está disponível em aplicativo de celulares e na web.

O Projeto INSS Digital busca parcerias entre o Instituto e organizações representativas, como prefeituras e câmaras, por meio de Acordos de Cooperação Técnica- ACT, que permitem que as entidades realizem o requerimento à distância para os seus representados.

A finalidade é facilitar o acesso aos serviços e ao reconhecimento dos direitos dos cidadãos. Com isso, o usuário vinculado a uma dessas organizações passa a fazer o pedido do benefício diretamente na entidade, sem precisar ir a uma agência do INSS. Os processos relativos a essas parcerias são enviados eletronicamente para as Centrais de Análise, que trabalham exclusivamente com análise dos requerimentos eletrônicos.

Pelo termo de cooperação, os órgãos cedem o espaço para o funcionamento do serviço e os servidores efetivos serão treinados pelo INSS, que também disponibilizará o sistema.

Entre os serviços ofertados estão: extrato previdenciário, aposentadoria por idade, pensão por morte, correção de dados cadastrais, simulação de tempo de serviço, entre outros.

Outro ponto importante é que o INSS Digital ampliará os canais de atendimento e não restringirá o acesso aos serviços prestados, além da abrangência dos serviços à população carente que não possui recursos para se deslocar até outro município que conta com o atendimento do I

Arthur Júnior
ASCOM/CIMAMS

Norte de Minas, 30 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *